Florais de Bach

imagem-floraisdebach1

O uso de flores e plantas no tratamento humano é muito antigo. Pesquisas indicam que as flores já eram utilizadas com este objetivo antes de Cristo. Os aborígines australianos comiam a flor inteira para obter os seus efeitos, tanto os egípcios, como os africanos e os malaios já faziam uso delas para tratar dos desequilíbrios emocionais. Há registros de que no século XVI Paracelsus já utilizava as essências florais para tratar de desequilíbrios emocionais em seus pacientes. No entanto, a utilização de essências florais ultradiluídas foi introduzida por Bach.

O Dr. Edward Bach nasceu em 1886, no povoado de Moseley, perto de Birmingham, na Inglaterra.  Aos 20 anos ingressou na Faculdade de Medicina de Birmingham e após a conclusão do curso, especializou-se em bacteriologia, imunologia e saúde pública. Como médico o Dr. Bach pôde observar como os pacientes reagiam às enfermidades e como essa reação influía no curso das doenças. Observou que o mesmo tratamento aplicado a pessoas diferentes nem sempre surtia o mesmo efeito. Percebeu também que medicamentos eficazes para algumas pessoas nem sempre atuavam em outras, e que pacientes com temperamento similares se curavam com remédios também similares. Ficou evidente a importância da índole do doente e que esta tinha influência no tratamento a ser ministrado, e o mais importante, o corpo físico ficou menos importante que o equilíbrio emocional.

Em 1919, passou a trabalhar como patologista e bacteriologista do Hospital Homeopático de Londres, onde pode desenvolver suas próprias idéias sobre homeopatia. Em 1929, o Dr. Bach era respeitado na área médica em toda Europa, mas obedecendo a um chamado interior abandonou todas as suas atividades e partiu para o campo, em busca de novos remédios. Entre 1930 e 1934 descobriu os 38 remédios florais e escreveu os fundamentos de sua nova medicina. De volta à cidade o Dr. Bach pôde verificar a eficácia das suas essências florais e a ajuda que as mesmas poderiam proporcionar a doenças de origem emocional.

O Dr. Bach morreu em 1936, deixando com o seu trabalho as essências florais que são utilizadas até hoje. O enfoque do Dr. Bach possibilitou uma nova visão das doenças, buscando uma razão emocional para as mesmas e tratando-as com uma combinação das suas 38 essências florais. Segundo os estudos feitos pelo médico Edward Bach, as vibrações das flores correspondem às diversas características da personalidade, mas em seu estado puro, perfeito. Estas essências harmonizam as emoções, reestabelecendo o equilíbrio interior.

Assim, os Florais de Bach tratam do estado de ânimo e do temperamento da pessoa, ao invés de tratar as doenças físicas. À medida que aumenta a vitalidade do paciente, surgem dentro dele os meios para sua recuperação.

Ao longo das últimas décadas, dezenas de sistemas florais foram sendo desenvolvidos em várias partes do mundo, cada um com suas peculiaridades determinadas pelas flores de cada região. Um dos primeiros sistemas que surgiram na década de 1980 foram os Florais da Califórnia, desenvolvido nos Estados Unidos. Posteriormente surgiram os Florais do Sistema Bush, na Austrália. Hoje, dentro de um mesmo país, há vários sistemas cada um utilizando um grupo de flores regionais, embora não seja incomum encontrar flores semelhantes entre os sistemas.

Os Florais atuam numa região muito pouco explorada pela ciência, o Emocional. Um remédio antidepressivo, por exemplo, não age na causa da depressão e sim nos sintomas que a depressão produz. Assim, remédios curam doenças físicas, Florais restabelecem os arranjos emocionais.O Floral age em pontos como na origem emocional do medo, na origem emocional da ansiedade, na origem emocional da insegurança entre outros desarranjos emocionais, podendo assim, aliviar sintomas físicos já que muitas doenças físicas, têm sua origem no emocional.

Os Florais podem ser usados em pessoas adultas, crianças, animais e plantas.