Moxabustão

Parte integrante da Medicina Tradicional Chinesa, a moxabustão é uma técnica terapêutica que vem sendo utilizada por centenas de anos mostrando maravilhosos resultados. Normalmente se utiliza a moxabustão complementando outras terapias. Como por exemplo podemos citar a massagem ou a acupuntura, embora possa ser direcionada sozinha como base de tratamento.

Pode ser utilizada para tratar diversas enfermidades, dentre elas, problemas menstruais, ansiedade, asma, constipação, depressão, diarréia, dores nos cotovelos, dores nas costas, frigidez, insônia, resfriado, sinusite, vertigem, esterilidade, stress, problemas de natureza digestória, dores nos joelhos bem como método preventivo de tratamento para doenças de diversas naturezas.

No Brasil, entende-se por moxa a erva Artemísia Vulgaris, que é uma planta que cresce principalmente na China, embora na China, a Moxa possa ser utilizada com outras ervas que não a Artemísia. A queima desta erva medicinal gera calor e a liberação de um óleo que traz grandes efeitos analgésicos, relaxantes, estimulantes e favorecem a circulação de toda a energia estagnada em pontos do nosso corpo onde está se apresentando a dor. É usada para tratar indivíduos utilizando o calor gerado pela moxa nos canais de energia(Meridianos), nos pontos de acupuntura, ou simplesmente tratamentos locais, onde o indivíduo sente dor.

Existem dois tipos de tratamento por moxabustão: Moxa Direta e Moxa Indireta, onde encontramos os seguintes tipos de moxa:  Cone de Moxa, Bastão de moxa, incenso de Moxa, Botão de Moxa, Moxa em lã, Moxa Misturada, Carvão de Moxa, moxa elétrica, que são diferentes opções para se tratar cada indivíduo dentro de sua deficiência energética.

Esse tipo de tratamento é contra-indicado a pessoas com patologias de natureza calor, pessoas com hemorragias, com queimaduras de qualquer natureza, em feridas abertas ou traumas muito recentes, mulheres grávidas, pacientes renais crônicos ou pessoas que possuam problemas muito graves de pele. Deve ser cautelosamente administrado em diabéticos visto que para muitos deles a sensibilidade em determinadas partes do corpo é diminuída. Porém uma ótima opção de tratamento preventivo com possibilidade do aumento da imunidade e da vitalidade segundo o conhecimento oriental.